Eleição cancelada

Tribunal de Justiça da Bahia cancela eleição que reelegeu Adalvo Argolo ano passado


Na última quinta-feira (25/3), o Tribunal de Justiça da Bahia (TJBA), decidiu pelo cancelamento das eleições da Confederação Brasileira de Surf (CBSurf), que foram realizadas pela entidade em dezembro do ano passado, que através de um pleito virtual, reelegeu Adalvo Argolo. O juiz Joanisio de Matos Dantas Júnior atendeu ao pedido de várias entidades estaduais do surf brasileiro e acolheu o pedido para ser realizada uma nova eleição.

Entre as entidades, as federações de Surf de Pernambuco, Espírito Santo, Paraiba, Sergipe, Alagoas e do Ceará, formalizaram a ação logo após a CBSurf ter realizado eleições, em meio a diversas controvérsias apontadas.

Com a decisão em primeira instância, um novo julgamento foi marcado para o dia 6 de abril. Caso a CBSurf descumpra a ordem, a Justiça estabeleceu uma multa de R$ 50 mil, além de penas como crime de desobediência.

PUBLICIDADE

Relacionadas

Em bate papo descontraído no Kahuna Cast, o big rider Yuri Soledade fala sobre sua história de vida no surfe

Tribunal de Justiça da Bahia cancela eleição que reelegeu Adalvo Argolo ano passado

Prefeito Bruno Reis determina fechamento das praias da capital baiana

Conheça a emocionante história de vida da surfista cearense Juliana do Santos

Rafael Ribeiro reflete sobre os aprendizados do ano de 2020

Associação de Surf de Ilhéus divulga calendário de competições para 2021

Num ano atípico, Rafael Ribeiro conta sobre as ondas surfadas em 2020

Adalvo Argolo vence eleição on line e se reelege como presidente da Confederação Brasileira de Surf