Desbravando o Sul

Vitor Gabriel relata sobre sua surf trip para o litoral de Santa Catarina


O atleta da Mahalo, Vitor Gabriel, acaba de voltar de uma surf trip pelo litoral sul de Santa Catarina. Na bagagem, o garoto trouxe boas recordações, além de muitos picos surfados e muitas manobras. Confira o relato da trip pelo atleta.

Durante o feriado de Carnaval, fiz uma surf trip pelo litoral Sul do Brasil, em companhia dos meus pais, fomos para a cidade de Curitiba, onde alugamos um carro para curtir todos os picos de surfe. O tempo estava quente e o mar em boas condições. Iniciei o surfe pela cidade de Matinhos, no Paraná. Lá pude pegar boas ondas com alguns amigos de competição. Matinhos é um pico com uma direita extensa e perfeita. Apesar de encontrar ondas pequenas de 0,5 metro, são perfeitas para treinar as manobras.

Em seguida fui para São Francisco do Sul, um lugar sensacional. A Prainha é um ponto de surfe da ilha que serve de sede para vários campeonatos. Dormimos em São Chico e no outro dia partimos cedo para a Praia Brava, um lugar paradisíaco, porém o mar estava sem formação, igual a Balneário Camboriú. Mesmo assim, não desistimos da nossa missão de surfar altas ondas e partimos para Florianópolis. Já chegamos na ilha no final do dia e ainda rolou uma sessão no Matadero, onde tinha ondas surfáveis. Depois do surf ainda rolou uma sessão de skate.

Floripa é mágico, pois além de ser dona de vários picos de surfe, possui rampas perfeitas para o skate.

No terceiro dia da trip fomos para a tão esperada praia da Joaquina. Extraordinário, pico com altas ondas. Peguei onda de pouco mais de 0,5 m com series de 1,0 m. Não poderia faltar aquela queda na Praia Mole, onde encontrei ondas perfeitas.

E não parou por aí, ainda tive uma experiência de surfar numa piscina de ondas que acabou de inaugurar em Santa Catarina. Foi alucinante surfar com meus pais e meu brother Mauy de Morro de São Paulo.

No quarto dia fomos em direção ao Sul do estado, onde desvendamos a Guarda do Embaú, aliás, que lugar fantástico! Fiquei encantado com tanta vibe. Peguei ondas rápidas e tubulares acima de 0,5 m e isso é perfeito para a evolução do meu surfe.

Pela tarde fomos em busca de mais ondas e paramos em Garopaba, na capital do surfe. A cidade respira surf em todos os cantos, só enxergamos a essência do surfe. Praias perfeitas como Ferrugem, Praia da Silveira e Praia Rosa, fazem parte desse cenário do surfe.

A noite encerrei minha trip com mais uma sessão de skate no Kahuna Skate, do baiano Marcelo de Sousa, pai de Mauy de Sousa.

Foi massa surfar no litoral catarinense e poder testar minhas pranchas novas que a Mahalo acabou de me enviar.

Essas trips são iradas, pois sempre tenho uma progressão no meu surfe, além de aprender dicas novas e tentar novas manobras, levo experiência de diferentes culturas na minha bagagem e ainda reencontro amigos do mar.

Agora é só esperar o swell chegar em Salvador.

PUBLICIDADE

Relacionadas

Fotógrafo Léo Lavigne registra swell de outono com altas ondas no Farol de Itapuã

Nosso colunista Lalo Giudice comenta sobre a divulgação dos picos de surfe na Bahia

Fotógrafo Fabriciano Junior registra sessão na praia da Tiririca, em Itacaré (BA)

Fotógrafo Orlando Rodrigues registra swell no litoral norte de Sergipe

Fotógrafo Adaílton Rocha registra swell no litoral Norte

Fotógrafo Tarcísio China registra sessão com Wilson Nora na praia do Norte, em Ilhéus (BA)

Fotógrafo Orlando Rodrigues registra swell no litoral de Sergipe

Fotógrafo Marcelo Silveira registra grupo de amigos na praia do Norte