Genética do surfe

Confira a entrevista exclusiva com Rayan Fadul, uma das promessas do surfe baiano


Rayan Fadul vem de uma família tradicional no surfe baiano. Seu avô Ronaldo é uma figura lendária na história do surfe baiano e foi o desbravador das ondas de Itacaré, enquanto seu pai Dane foi um excelente competidor. No ano de 2018, Rayan conquistou excelentes resultados em eventos no Rio de Janeiro, onde fixou residência e agora está morando em Maresias, onde quer aperfeiçoar ainda mais seu surfe. O SurfBahia bateu um papo com o garoto para saber mais dos planos para 2019.

SurfBahia - Nascendo numa família de surfistas, naturalmente o interesse pelo esporte veio cedo. Qual a importância de ter essa referência familiar em casa?

Rayan Fadul - Para mim, me tornar um surfista profissional será mais fácil, pois tenho todo o apoio e o incentivo da minha família.

SB - Você se mudou recentemente da Bahia para o Rio de Janeiro e agora está em Maresias (SP). Qual foi o motivo e como está sendo essa mudança na sua vida e na carreira?

RF - O motivo foi buscar mais visibilidade no surfe, pois na Bahia não temos muita. Foi uma mudança que me fez evoluir bastante, pois com novos patrocínios tive mais responsabilidade e incentivo no surfe. A mudança na minha vida foi eu me dedicar mais aos treinos e como não tinha muitos amigos, a coisa a fazer era sempre surfar, mas com o tempo fui fazendo amigos e me apegando mais ao Rio de Janeiro. Maresias foi com o mesmo objetivo de evoluir, já que no litoral paulista acontecem mais eventos importantes, além de altas ondas.

SB - Você tem seu pai ao seu lado lhe orientando e que já foi competidor. Como é a relação no dia dia?

RF - Meu pai tem dois papéis: ser técnico e pai. Na maioria do tempo ele é meu técnico, pois como estou sempre treinando, ele sempre me ajuda a evoluir cada vez mais.

SB - Você teve um início de ano muito bom com várias conquistas em eventos importantes no Rio. Conte um pouco sobre seu momento nas competições.

RF - Há pouco tempo não tinha nem condições de correr os campeonatos baianos, mas com muito esforço e treino fui competir o Rip Curl Grom Search e fiquei um pouco mais no Rio e mais foram apareçendo novas oportunidades e acabamos ficamos lá por seis meses.

SB - Quais são seus objetivos para o próximo ano?

RF - Treinar bastante para correr campeonatos de nível nacional e conseguir novos patrocínios que me ajudem com viagens.

SB - Como é a sua rotina de treinos?

RF - Acordar de manhã, tomar café e ir surfar até 12:00. Depois tomo banho e vou para escola, quando volto mais surfe (risos)

SB - Quais os seus picos preferidos e o tipo de onda que gosta de surfar?

RF - No Rio de Janeiro gosto de surfar na Prainha, Joatinga, Barra de Guaratiba e agora treino bastante aqui em Maresias

SB - Quem são seus ídolos? As pessoas que você se inspira no surfe.

RF - Meu ídolo no surfe é Gabriel Medina, pois com muita dedicação ele conseguiu o título de bicampeão mundial.

SB - Além do surfe, o que você gosta de fazer nas horas vagas?

RF - Gosto de me divertir com amigos.

SB - Deixe seus agradecimentos e um recado para todos que torcem e acompanham sua carreira.

RF - Muito obrigado a todos pela oportunidade, quero agradecer a Deus e a todos meus patrocinadores. Meu pai, que abriu mão de tudo para conquistar meu sonho e dizer muito obrigado a todos que me acompanham nessa carreira e espero que no futuro seja como meus ídolos.

PUBLICIDADE http://bit.ly/1ZEkdaJ

Relacionadas

Campeão baiano em 2017 e revelado em Ipitanga, Elson Vieira, o Sombra, fala sobre os principais momentos em sua carreira

Confira a entrevista exclusiva com Rayan Fadul, uma das promessas do surfe baiano

Confira entrevista exclusiva com Diogo Santos, campeão baiano Sub 18

Confira entrevista exclusiva com Davi Silva, campeão baiano profissional em 2018

Confira entrevista exclusiva com a campeã baiana Dani Albuquerque

Confira entrevista exclusiva com o atleta baiano Bino Lopes

Confira entrevista com Yagê Araújo, campeão Baiano Profissional de 2017

Atualmente na Califórnia, atleta baiano Namor Cayres é uma das novidades do time da Mahalo