Gegê no topo

Confira entrevista com Yagê Araújo, campeão Baiano Profissional de 2017


O itacareense Yagê Araújo conquistou o seu primeiro título baiano profissional. Com uma campanha brilhante, Gegê venceu as duas primeiras etapas e ficou em 7º lugar na última etapa na praia do Forte. Vindo de uma família totalmente surfe e de uma cidade que respira surfe, como Itacaré, o atleta vem colhendo os frutos da dedicação ao esporte. Confira a entrevista exclusiva com o campeão baiano de 2017.

SufBahia - Você se consagrou campeão baiano profissional. Como está sendo a sensação dessa conquista inédita na sua carreira?

Yagê Araújo - Estou super feliz com essa conquista, ser campeão baiano profissional foi uma grande conquista alcançada.

SB - Você vinha de duas vitórias consecutivas e acabou perdendo na semifinal na última etapa na praia do Forte. Você achou que o título poderia escapar de suas mãos?

YA - Ter ganhado as duas primeiras etapas acabou me deixando um pouco mais tranquilo e confiante para a última etapa. Saí de casa determinado a ser campeão baiano, nem pensei em deixar esse título escapar (risos).

SB - Este ano você viajou para competir em algumas etapas do QS. Conte um pouco sobre a experiência nessas viagens e eventos?

YA - Viajei para competir boas etapas do QS mundo a fora. Foi meu primeiro ano fazendo o Tour, ganhei uma grande experiência em competição, mas não consegui alcançar meu objetivo, que era terminar o ano entre os 100 melhores (Para poder competir nas etapas do QS 10000), mas 2018 vou com todo o foco nessa missão!

SB - Você vem de uma família de surfistas e de uma cidade que respira surfe, que é Itacaré. Como você acha que a convivência com seus irmãos e com a cidade de Itacaré, lapidou seu estilo e seu surfe?

YA -  Itacaré é uma cidade muito surfe, com várias praias e vários tipos de onda. Eu amo estar em casa e treinar com meus amigos e minha família! Minha família me apoia muito no surfe e sempre me pilha para treinar mais e mais.

SB - Você conta com o patrocínio da South to South desde muito novo e tem uma relação de anos com a marca. Qual a importância dessa relação duradoura na sua carreira?

YA - Estou na South to South desde que me conheço como gente (risos), não tenho palavras para agradecer todo carinho e consideração que tenho com a marca! Maurício e a família South to South vem  acreditando em mim há muitos anos e isso me motiva cada vez mais para evoluir no surf e nos resultados das competições.

SB - Quais os planos para o próximo ano?

YA - Estou indo para o Hawaii em janeiro para disputar o QS em Pipeline e depois vou correr a perna australiana. O objetivo é chegar nesses primeiros eventos com tudo e conquistar bons resultados.

SB - Deixe uma mensagem para os internautas e todos que torcem e admiram seu trabalho.

YA - Gostaria de agradecer a todos que admiram meu surf, que torcem por min e sempre estão enviando mensagens e energia positiva! Pretendo evoluir e ir atrás do meu sonho, e se Deus quiser, termos um baiano na elite.

PUBLICIDADE

Relacionadas

Campeão baiano em 2017 e revelado em Ipitanga, Elson Vieira, o Sombra, fala sobre os principais momentos em sua carreira

Confira a entrevista exclusiva com Rayan Fadul, uma das promessas do surfe baiano

Confira entrevista exclusiva com Diogo Santos, campeão baiano Sub 18

Confira entrevista exclusiva com Davi Silva, campeão baiano profissional em 2018

Confira entrevista exclusiva com a campeã baiana Dani Albuquerque

Confira entrevista exclusiva com o atleta baiano Bino Lopes

Confira entrevista com Yagê Araújo, campeão Baiano Profissional de 2017

Atualmente na Califórnia, atleta baiano Namor Cayres é uma das novidades do time da Mahalo