Segue o líder

Nosso colunista Lalo Giudice comenta a vitória de Jeremy Flores na França e a ponta do ranking de Gabriel Medina


O famoso hashtag #segueolider estaria mais adequado no fim de uma coluna, matéria ou resenha, após termos desenvolvido e dissertado uma vitória histórica, emocionante e esmagadora de um de nossos top surfers, neste caso Gabriel Medina, o atual líder, ou Filipe Toledo, protagonista de grandes vitórias e por muitas vezes líder do circuito, e que está atualmente na segunda colocação do ranking mundial.

Neste caso da etapa francesa do circo da WSL não aconteceu desta forma. Não ganhamos o evento, perdemos precocemente nossas duas maiores esperanças de titulo, com Medina perdendo nas oitavas e Filipe ainda no round 3 para um inexpressivo convidado local, Marc Lacomare, mas com a derrota precoce de outros concorrentes como o sul-africano Jordy Smith e a eterna promessa californiana Kolohe Andino, seguimos mais lideres do que nunca.

A vitória na França ficou em casa, muito merecido por sinal. O casca grossa francês, Jeremy Flores, mostrou que conhece muito de tubos e levou o caneco da nona etapa do circuito mundial de surf com muita propriedade. Nosso elétrico potiguar Italo Ferreira bem que tentou, mas não foi páreo para um inspirado Flores. Jeremy estava em casa, a vontade, fez grandes tubos, atropelando quem vinha pelo caminho. Na cerimônia de entrega, fez uma grande homenagem ao CEO de seu patrocinador, que havia falecido há dois anos.

Além de ser um grande surfista em ondas de consequência, Jeremy Flores, para quem não sabe, é o típico surfista que as marcas procuram hoje em dia. Inteligente, comprometido, formado para ser um atleta e foi. Filhos de políticos da região das Ilhas Reunião, colônia francesa, este francês fala mais de quatro línguas, como o francês, português, inglês e suíço. Esta no tour há mais de 10 anos e com certeza teve o grande auge de sua vida ontem, na frente de sua família, amigos e torcida. Foi realmente emocionante.

Italo também quebrou. Chegou junto mais uma vez e entra de vez na briga pelo titulo de campeão mundial de 2019. Mais um resultado ruim e o sonho acaba, já que Ferreira ainda intercala, como ano passado, lampejos de genialidades e apagões inexplicáveis, como foi no Rancho.

Filipinho, sentindo fortes dores nas costas, fez mais um resultado ruim na França e fica cada vez mais longe de seu rival e amigo Gabriel Medina. Vai ter que ir pro tudo ou nada em Portugal se quiser levar o titulo pra Pipe. Sabemos que o surf não é uma caixinha de surpresas como o futebol e sim muito mais do que isso, quase que um almoxarifado inteiro de novidades, devido as maiores variáveis que o esporte tem, neste caso, tudo pode acontecer. Porém, conforme os últimos resultados nos últimos anos, nas ultimas etapas do tour não acredito em uma reviravolta do prodígio de Ubatuba para um provável titulo mundial ainda esse ano. Pra mim, seu futuro ainda é incerto, reticente.

Gabriel, apesar do resultado não esperado, distanciou ainda mais do segundo colocado, Toledo e segue focado para o seu terceiro titulo mundial. Tem pela frente mais duas etapas em que seu retrospecto excelente e vai com tudo para a reta final da temporada. Pode ser campão ainda em Portugal.

O restante da brazucada, melhor sorte nos próximos eventos.

Seguimos para Portugal, onde já na próxima quarta feira, teremos inico a penúltima etapa do circuito mundial de surf, nas fantásticas ondas de Super Tubos, Peniche. Para um único surfista, pode ser a última. Gabriel Medina #segueolider.

PUBLICIDADE

Relacionadas

Nosso colunista Lalo Giudice analisa as chances dos candidatos ao título na última etapa do Circuito Mundial em Pipeline

Nosso colunista Lalo Giudice comenta a vitória de Italo Ferreira e a polêmica envolvendo Gabriel Medina e Caio Ibelli em Peniche

Nosso colunista Lalo Giudice comenta a vitória de Jeremy Flores na França e a ponta do ranking de Gabriel Medina

Nosso colunista Lalo Giudice analisa a vitória esmagadora de Gabriel Medina no Surf Ranch

Nosso colunista Lalo Giudice analisa a expectativa para a etapa nas ondas da piscina no Surf Ranch

Nosso colunista Lalo Giudice comenta o espetáculo de surfe na etapa do Circuito Mundial no Tahiti

Nosso colunista Lalo Giudice exalta a vitória espetacular de Gabriel Medina em J-Bay

Nosso colunista Lalo Giudice analisa o time brasileiro na etapa de J-Bay