Tour na África

Nosso colunista Lalo Giudice analisa o time brasileiro na etapa de J-Bay


As pistas de J-Bay recebem os tops da elite. Foto: WSL


Os melhores surfistas do mundo voltam a se encontrar a partir desta madrugada, dia 9, até 22 de julho, nesta que será a sexta etapa do Circuito Mundial da WSL, desta vez, nas lendárias direitas de J-Bay, na África do Sul. Estamos com nosso esquadrão brazuca completo, tanto no masculino, quanto no feminino, e a expectativa é imensa para mais uma bela apresentação da tempestade brasileira.

O super favorito ao titulo da etapa, o ubatubense prodígio Filipe Toledo, vem para tentar fazer história em J-Bay, caso consiga o tri campeonato seguido nas geladas e selvagens ondas sul-africanas. Não duvido deste feito, pois Filipinho vem embalado pela vitória na Barrinha e com essa confiança a flor da pele, ganhar dois campeonatos seguidos na temporada não é lá muita dificuldade para o surfista mais veloz e performático do planeta, ainda mais em ondas de 4 a 5 pés para a direita.

Nosso potiguar frenético, Italo Ferreira, precisa de um bom resultado para se alavancar no ranking. Tem com seu backside sua principal arma e pode sim, surpreender nas direitas de J-Bay. Esperamos que seu tornozelo esteja 100% para esta prova.

Gabriel Medina, terceiro melhor brasileiro no ranking deste ano, ocupando a 8º colocação, precisa virar a chave agora. Ganhou um pouco mais de fôlego com a retirada do líder do ranking, o havaiano John John Florence, mas ainda esta bem atrás. Mesmo sabendo que o segundo turno do Medina é espetacular, fazer o que ele fez ano passado seria meio arriscado, além de muito difícil. Nosso bicampeão mundial me parece que não está tão comprometido como em anos anteriores, até porque, sua agenda deve esta lotada de compromissos, festas, além de muita exposição, vide propaganda em um dos maiores bancos privados do país. Saiu da posição de um surfista profissional para se tornar uma celebridade mundial, com mais seguidores que o John Florence, Kelly Slater e a própria WSL, somando se as três. Surfa muito em J-Bay, mas tem como melhor resultado apenas uma terceira colocação.

Nosso Capitão Nascimento e campeão mundial, Adriano de Souza, também tem tudo para se dar bem na África. Já ganhou uma etapa quando a prova era um QS 6000 e seus arcos longos, além de imensos bottom turns, podem surpreender nas mágicas direitas do pico. Assisti algumas de suas baterias em Ballito, primeiro 10 mil deste ano, vencido pelo paulista Deivid Silva, encerado no último domingo e percebi que Adriano está cada vez mais confiante em suas performances.

Caio Ibelli, Michael Rodrigues, Peterson Crisanto e Willian Cardoso surfarão de frontside nas direitas de J-Bay, enquanto Deivid Silva, Jessé Mendes, Yago Dora e Jadson Andre atuarão mais uma vez no tour de backside. Boa sorte a nossos guerreiros.

Agora é aguardar a velha boa madrugada chegar para vermos os melhores surfistas do mundo em ação, desta vez sem o príncipe havaiano John John Florence. Na verdade, não o veremos mais este ano vestindo a lycra de competição. Pior não é nem isso, analizemos friamente: John John machucado e Gabriel Medina fazendo um ano sem muita ambição dentro d´água, ficaremos simplesmente sem os dois melhores surfistas do mundo nas Olimpiadas de Tóquio em 2020.

Vão deixar? Como diria minhas sobrinhas du-vi-deo-dó.

PUBLICIDADE

Relacionadas

Nosso colunista Lalo Giudice analisa o time brasileiro na etapa de J-Bay

Nosso colunista Lalo Giuduce analisa o time brasileiro na etapa de J-Bay

Nosso colunista Lalo Giudice comenta a vitória de Filipe Toledo na etapa do Mundial em Saquarema (RJ)

Nosso colunista Lalo Giudice analisa o Rio Pro, etapa da WSL que acontece em Saquarema (RJ)

Nosso colunista Lalo Giudice comenta a vitória de John John Florence em Margaret River e a atuação do time brasileiro na etapa

Nosso colunista Lalo Giudice analisa a vitória de Kanoa Igarashi e a excelente campanha de Slater na etapa de Keramas, na Indonésia

Nosso colunista Lalo Giudice analisa os favoritos para o título da etapa do Circuito Mundial em Keramas

Nosso colunista Lalo Giudice comenta todas as polêmicas da etapa de Bells Beach