Uri é pentacampeão

Uri Valadão garante a taça do Circuito Brasileiro pela quinta vez na carreira


Em um domingo emocionante, o baiano Uri Valadão conquistou o título brasileiro profissional pela quinta vez na carreira e, de quebra, venceu a última etapa do Circuito, na praia de Povoação, em Linhares (ES).

A taça foi garantida ao término da semifinal, quando Uri derrotou o catarinense Eder Luciano em uma batalha que pegou fogo do início ao fim.

Eder e o capixaba Lucas Nogueira eram os concorrentes de Uri Valadão na briga pelo título nacional. O melhor colocado na etapa decisiva, em Linhares (ES), seria o campeão da temporada.

Os três atletas chegaram às semifinais. No primeiro confronto, também com placar apertado, Nogueira caiu diante do carioca David Barbosa por uma diferença de apenas 3 décimos (10.50 a 10.20).

Com a queda do capixaba, as atenções ficaram todas voltadas para o segundo duelo da semifinal, que passou a valer a taça de 2019. Eder Luciano começou botando pressão, arrancando 6.75 e 5.75.

Uri reagiu com 5.65 e virou o placar com 7.25. A batalha permaneceu tensa até os minutos finais. Faltando pouco menos de cinco minutos para o término, Uri Valadão carimbou de vez o título com 6.75. A partir daí, nenhuma onda expressiva apareceu no horizonte e a taça ficou com o “Baiano Voador”, que já havia comemorado o título nacional nos anos de 2003, 2005, 2006 e 2008.

Na decisão, o baiano encarou o carioca David Barbosa e mostrou que não estava para brincadeira. David chegou a liderar o placar durante boa parte do tempo, mas Uri virou a disputa com 5.75 e 6.75, ampliando ainda mais a vantagem com outra nota 6.75.

A vitória coroa também um ano brilhante do atleta. Mesmo descartando um Grand Slam na Austrália, Uri Valadão terminou o ranking mundial em quarto lugar, mais uma vez como melhor brasileiro no Tour.

Outros baianos que fizeram bonito na praia de Povoação foram Misael Cezário, Juliana Dourado e Gabriel Braga.

Com apenas 13 anos, Misael venceu a categoria Sub 16, chegando ao pódio em todas as etapas do circuito e terminando o ano como vice-campeão brasileiro, apenas 70 pontos atrás do campeão, o cearense Gabriel Castro.

No Feminino Pro, Juliana Dourado chegou às quartas de final e perdeu para a capixaba Maíra Viana, que brigava pelo título brasileiro.

Novo integrante da elite mundial, Gabriel chegou motivado ao Espírito Santo e deu uma dura em Uri Valadão nas quartas de final, chegando perto de eliminar o companheiro de equipe na praia de Povoação.

Por 12.25 a 11.75, Uri levou a melhor e deixou o amigo e conterrâneo na quinta posição.

PUBLICIDADE

Relacionadas

Fotógrafo Talles Macêdo registra sessão aquática na praia do Barravento

Bodyboarder e preparador físico Rafael Ribeiro conta sobre sua recente trip para Mentawai

Isaac Pereira mostra o resumo do ano como surfista profissional de bodyboard

Uri Valadão decola nas ondas porto-riquenhas em novo episódio do UVTV

Morro de São Paulo inaugura o filme Em busca da onda perfeita, do bodyboarder Márcio Torres

Uri Valadão reúne imagens de viagem ao Caribe ao lado da esposa

Uri Valadão garante a taça do Circuito Brasileiro pela quinta vez na carreira

Aos 13 anos, baiano Misael Cézario vence categoria Sub 16 em Linhares e é vice-campeão brasileiro