Transmitindo a emoção

Yuri Soledade fala sobre o convite para participar do Eddie Aikau Big Wave Invitational em Waimea


A cerimônia do campeonato mais importante de ondas grandes do mundo, o Eddie Aikau Big Wave Invitational aconteceu no dia 1 de dezembro no Hawaii. O campeonato é exclusivo para convidados e o big rider Yuri Soledade. atleta do time Mahalo, foi um dos surfistas chamados para participar da edição 2018/2019.

O evento tem sua janela de espera entre os dias 1 de dezembro de 2018 e 29 de fevereiro de 2019 e é preciso que as ondas alcancem um mínimo de 20 pés (cerca de 7 metros) no pico de Waimea Bay.

Conversamos com Yuri e ele transmitiu tudo que está sentido na entrevista abaixo:

Qual o sentimento de ser convidado para o maior campeonato de surf de ondas grandes do mundo?

Yuri Soledade - Não tenho palavras para descrever o sentimento de fazer parte desse seleto grupo de surfistas chamados para o evento. Esse ano foi o primeiro onde somente a família Aikau teve influência na escolha dos atletas que representam o verdadeiro espírito do big surf e do o que Eddie representou e continua representando para o surf mundial. Fiquei muito feliz de representar a Bahia e o Brasil junto com Danilo Couto.

O campeonato não ocorre há dois anos. Qual a expectativa para que atinja o swell necessário e ocorra as baterias?

YS - Esse ano devido ao El Niño as previsões são as melhores possíveis. Já tivemos um swell gigante e esperamos que role. Como ondulações desse tamanho é bem raro, a média desse evento é de cada 5 anos, pois nem todo ano rolam essas ondas gigantes.

Como é o critério de julgamento de ondas grandes?

YS - O critério vai de 0 a 10 e quem pegar a maior onda no lugar mais crítico possível ganhará a nota mais alta. A maior diferença para o surf de competição normal é que a nota mais alta é dobrada e junta-se a segunda maior nota para a soma total de pontos, mas ainda contando as duas melhores ondas surfadas por bateria.

Você foi convidado como alternate, explique como funciona isso?

YS - Como são muitos atletas que merecem fazer parte do evento, eles chamam 24 atletas para a lista principal e mais 48 atletas como alternate, caso falte alguém. Meu maior foco agora que quebrei a barreira de ser convidado é realmente tentar subir na lista dos alternates e buscar a minha vaga na lista principal. Para isso tenho que surfar mais em Waimea e realmente representar nos dias grandes, botando para baixo e estando presente em todos os grandes swells ao redor do mundo.

PUBLICIDADE UV Super Banner

Relacionadas

Apontado como forte candidato ao prêmio do WSL Big Wave Awards, Caio Vaz fica fora da final e mostra decepção

Big rider baiano Marcio Freire encara swell de ciclone na Laje da Jagua (SC)

Márcio Viana descreve sessão histórica durante poderoso swell em Jaws

Baianos Marcio Viana e Rick Breyner encaram as ondas de Jaws, na ilha de Maui

Danilo Couto é um dos convidados para o tradicional The Eddie Aikau Big Wave Invitational

Yuri Soledade fala sobre o convite para participar do Eddie Aikau Big Wave Invitational em Waimea

Danilo Couto na principal e Yuri Soledade como alternate no Eddie Aikau Big Wave Invitational

Bino Lopes aproveita swell no North Shore havaiano para encarar Waimea Bay