Contra a violência

Mulheres surfistas se reúnem para protestar contra a violência e o machismo dentro e fora da água


No último final de semana um fato lamentável aconteceu na praia da Engenhoca, em Itacaré (BA).

Durante o freesurf no pico, um atleta local de Itacaré, que se denomina "profissional", agrediu verbalmente uma mulher que surfava no meio do crowd. Segundo testemunhas, o surfista proferiu palavras de baixo calão de forma violenta, intimidando e acuando a vítima, que ainda teve a prancha quebrada pelo mesmo.

Com medo de sofrer retaliações, a vítima não quis divulgar o nome do agressor e preferiu, também ficar no anonimato.

Com tudo, um grupo de meninas do surfe feminino na Bahia, lideradas pelas surfistas de Itacaré, vão se reunir em uma manifestação no próxima quarta-feira (16/5), na praia da Tiririca, em Itacaré.

Segundo o grupo, esse não é um caso isolado, onde inclusive outras meninas afirmam terem sido agredidas por esse mesmo indivíduo na praia da Tiririca.

Contra o machismo e a agressividade dentro e fora da água, na quarta-feira (16/5), às 15:00 horas, na praia da Tiririca, em Itacaré (BA).

PUBLICIDADE http://bit.ly/1ZEkdaJ

Relacionadas

Stephanie Gilmore vence Lakey Petersen na final feminina do Oi Rio Pro em Saquarema

Mulheres surfistas se reúnem para protestar contra a violência e o machismo dentro e fora da água

Tatiana Weston-Webb passa a integrar a equipe brasileira de surfe

Havaiana Tatiana Weston-Webb deve competir pelo Brasil no Circuito Mundial

Bruno Veiga registra trip feminina marcada por grave acidente em Mentawai, Indonésia

Laíne Silva ataca as ondas da praia do Sul, em Ilhéus

Camila Cassia vence Silvana Lima na final e conquista a vitória no QS 1500 na Barra da Tijuca (RJ)

Chloé Calmon fatura a categoria Longboard no Neutrox Weekend na Barra da Tijuca (RJ)